Arquivo da tag: audiovisual alagoas

Panorama do Cinema Alagoano

A Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metragistas de Alagoas tem imensa alegria em convidar e compartilhar com todos sobre o lançamento da 2ª edição do Panorama do Cinema Alagoano de Elinaldo Barros.
A noite do dia 06 de agosto é uma homenagem e conquista do cinema alagoano. O homenageado é Elinaldo Barros, crítico de cinema, professor e cinéfilo, um grande pesquisador e divulgador do cinema alagoano e brasileiro.
Após 27 anos, Panorama do Cinema Alagoano ganha uma 2ª edição revista e atualizada. Contendo as realizações alagoanas desde o pioneiro o italiano Guilherme Rogato, passando pelas realizações que competiram no Festival de Cinema de Penedo, aborda os filmes recentes independentes e os realizados através de editais.
Na noite de lançamento do livro, também será lançado o documentário “O catador de fotogramas”, de Pedro da Rocha, sobre Elinaldo.

SERVIÇO:
Lançamento da 2ª edição de Panorama do Cinema Alagoano.
Programação extra: exibição do documentário “O catador de fotogramas”, de Pedro da Rocha

Dia 06 de agosto de 2010 Cine Sesi – Centro Cultural SESI, às 20hAv. Dr. Antônio Gouveia, nº 1113. Pajuçara. Maceió-AL

Etiquetado , , , , , , , , , ,

Prêmio de Incentivo à Produção Audiovisual em Alagoas

EDITAL DE PRÊMIO DE INCENTIVO À PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM ALAGOAS

Secretaria de Estado da Cultura, por intermédio do Programa Olhar Brasil – Núcleo de Produção Digital de Alagoas, TORNA PÚBLICO que estão abertas as inscrições para o PRÊMIO DE INCENTIVO À PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM ALAGOAS, no período de 14 de maio a 30 de junho de 2010.

Baixar o edital

http://www.cultura.al.gov.br

Você também não está acreditando ao ler essas palavras? Finalmente podemos dizer que existe incentivo a produção local audiovisual em Alagoas. Porque apoio a produção audiovisual o Estado vez ou outra realizava, principalmente se viesse algum diretor famoso filmar por estas bandas.

Resta divulgar.

Desejar que muitos tomem a iniciativa de inscrever, formar grupos e repassar as infomações. E ainda mais cobrar, para que esse edital tenha muitas edições e para que uma lei de incentivo à cultura também possa ser possível. Precisamos usufruir dos nossos direitos e cumprir com os nossos deveres. Não adianta muito cruzar os braços e esperar.

Etiquetado , , , , , , , , ,

Manifesto por Incentivo à Cultura em Alagoas

MANIFESTO POR INCENTIVO À CULTURA EM ALAGOAS
ALAGOAS: TERRA SEM LEI
Único estado do Nordeste que não possui nenhuma lei ou mecanismos de incentivo à cultura.
A EXPRESSÃO AUDIOVISUAL ALAGOANA É UMA MANIFESTAÇÃO DE NOSSAS IDENTIDADES. É espaço de reflexão do nosso passado para entender o presente e imaginar-projetar futuros.
A despeito de todas as dificuldades, nossa produção tem avançado nos últimos anos. Porém, esse avanço deve-se muito ao esforço pessoal de cineastas na tentativa de produzir filmes sem recursos e até mesmo formação técnica necessária para os profissionais do cinema.
Alagoas é o único estado do Nordeste brasileiro que não possui lei ou mecanismos de incentivo à cultura em nenhuma das suas expressões artísticas e esferas governamentais. Na mesma situação está Maceió em relação às demais capitais da região, que através de editais e fundos de cultura municipais e estaduais deram grande impulso e projeção nacional e internacional à produção audiovisual de estados como Pernambuco, Ceará e Paraíba. Nossos vizinhos, os Pernambucanos, produzem mais de 10 longas-metragens e 20 curtas por ano através de editais de fomento do governo estadual.
Temos que evoluir da política de balcão e pires na mão para a construção de uma real política pública que garanta de forma justa os recursos financeiros suficientes para a produção de cultura com esmero técnico e qualidade. Os cineastas de Alagoas querem fazer cinema sem terem que sair de sua terra pela falta de cursos de formação e recursos para concretizar sua capacidade criativa.
Os prêmios conquistados, os editais nacionais ganhos e a boa acolhida de produções alagoanas em outras partes do Brasil deixam claro que o que nos falta não é talento. Falta mesmo é fomento, apoio e incentivo para que a produção cultural de Alagoas cresça em quantidade e qualidade. Temos quase tudo para chegar lá, mas dependemos da consciência dos governantes, gestores e legisladores da importância do audiovisual e demais expressões artísticas para a construção e afirmação da cultura e identidade alagoana no cenário nacional.
O Cineclube Ideário convida a sociedade civil e artistas alagoanos e brasileiros de todos os segmentos artísticos para unirem forças na Campanha por um mecanismo de Incentivo à Cultura no Estado de Alagoas.
Se não recebeu esse manifesto por email deixe um comentário que enviamos a lista de assinaturas para você adicionar a sua.
Etiquetado , , , , , , , , , , , ,