Arquivo da tag: cultura

Boletim Entremeios | Programações: 2ª Semana de Abril


Participe do Maionese

Maionese QI:

Assim como ocorreu ano passado, este ano o público também poderá escolher uma banda que abrirá a maratona de shows do Maionese. Se ano passado a Bonança e a Imprensa Anônima aproveitaram essa oportunidade, desta vez pode ser a sua banda (ou a dos seus amigos) a tocar no dia 14 de maio no maior evento de cultura alternativa do estado. Para isso basta inscrever sua banda no tópico na comunidade Popfuzz Coletivo e fazer campanha quando a enquete for aberta. Mesmo que sua banda não seja a escolhida, ainda assim é uma boa oportunidade pra divulgá-la, aumentando a probabilidade dela ser escolhida pra outros eventos.

Estampe Aí:

Os designers e ilustradores profissionais ou amadores  podem dar sua sugestão para a camiseta oficial do Maionese 2011. O vencedor terá sua estampa impressa na camisetas usadas pela Popfuzz e vendidas no evento pela banquinha da Popfuzz. Pra participar é só enviar a sua estampa parapopfuzz.cultural@gmail.com até o dia 30/04 que a gente escolhe a melhor (coloca Estampe Aí no assunto do email pra gente saber o que é, e no corpo do email coloca seus dados pra contato). Se a sua for a escolhida, além da sua estampa ser utilizada nas camisas, você ainda ganha passe livre pros dois dias pra curtir os shows do Maionese.

Cobertura Colaborativa:

Seguindo essa vibe também acontece a cobertura colaborativa uma forma de construir colaborativamente a divulgação e acompanhamento do evento através de textos, fotos, arquivos de vídeo e de áudio, produzidos por comunicadores (que não necessariamente sejam jornalistas, mas qualquer pessoa interessada em contribuir para o sucesso do festival). Pra participar  é só enviar currículo resumido com trabalhos anteriores anexados/linkados para o popfuzz.cultural@gmail.com não esquecendo de colocar ‘Cobertura Colaborativa’ o assunto do email pra facilitar pra gente até o dia 30/04 também.

 

UTILIDADE PÚBLICA
  • Oficina Capoeira e Processo Criativo

Sobre o instrutor: Denivan Costa de Lima (Denis Angola) iniciou a Capoeira em 1998, desde então vem contribuindo ativamente para a difusão e desenvolvimento da capoeira em Maceió. Data: 14 a 16 de Abril das 18 as 20h. R$ 15,00. Local: Espaço Coletivo AfroCaeté (Rua Barão de Jaraguá, 381). Contato: 8858-6771

 

  • 9ª Mostra Alagoana de Dança

 

Inscrições abertas para a 9ª Mostra Alagoana de Dança, realizada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), através do Fundo de Desenvolvimento de Ações Culturais – FDAC, que acontecerá em julho deste ano. A mostra traz ao público uma visão atual da dança desenvolvida em nosso Estado, nos seus diferentes estilos, estimulando cada vez mais a prática e o crescimento dessa arte.  As inscrições podem ser realizadas até o dia 5 de maio, mediante entrega do material de inscrição, na Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas; Praça Marechal Floriano Peixoto, 517 – Centro, Maceió/AL. CEP 57020–090, de segunda à quinta feira, das 9h às 13h, no setor de Protocolo da Secult, ou via Correios, para o mesmo endereço, através de correspondência registrada com Aviso de Recebimento – AR, em envelope identificado, contendo as informações solicitadas no Formulário de Inscrição, disponível no site : www.cultura.al.gov.br . Mais informações 3315 7868 ou 88334078.

  • Ensino coletivo de instrumentos


A Escola Técnica de Artes está com inscrições abertas até o dia 15 de abril para o projeto de ensino coletivo de instrumentos. As entrevistas, que serão usadas como critério de seleção, serão realizadas nos dias 18 e 19 de abril. As aulas terão início no dia 26 de abril. É necessário que os candidatos tenham o instrumento que pretendem aprender. Segundo o regente José Alípio, o projeto oferecerá aulas de violino, viola, violoncelo, baixo acústico e elétrico, guitarra, violão, teclado, sopros em geral e percussão. Os interessados devem procurar a secretaria da ETA, localizada na praça Sinimbu, no horário da manhã.

  • Oficina de confecção de instrumentos


A Escola Técnica de Artes está com inscrições abertas até o dia 5 de maio para a oficina de confecção de instrumentos – alfaias e xequerês. Com duração de um mês, a partir do dia 6 de maio, a oficina será ministrada pelo prof. Wilson Santos. Duas opções de turmas são oferecidas: das 9h às 12h e das 14h às 17h. Os interessados devem procurar a secretaria da ETA, localizada na praça Sinimbu.

 

  • Lugares Comuns e Vazios Encenados

 

Dona de um olhar questionador e sempre a postos para captar e produzir imagens instigantes, a fotógrafa Renata Voss promove uma nova temporada da mostra Lugares Comuns e Vazios Encenados – agora na Galeria Sesc Arapiraca, de 17 de abril a 27 de maio. Com abertura no próximo dia 16, às 20h, a exposição é compartimentada em três séries, nas quais a artista ‘comunica’ a relação da fotografia com a representação e a construção de realidades, numa narrativa visual bem-humorada. Galeria Sesc Arapiraca. Rua Manoel Cazuza, s/n, Santa Edwiges. Abertura: no dia 16 de abril, às 20h. Entrada franca. Mais informações: 0800 284-2440.

 

  • Brechó da Maithê + Brechó DasLulus
Dia 16 de abril, das 14h às 21h. Local: Pastel de Quinta. End.: AL 101 Norte, Garça Torta, lado esquerdo da pista, logo após a segunda lombada.
Contato: (82) 9122 9920. Para ver algumas peças: http://www.flickr.com/photos/brechodaslulus/


Segunda-feira  . 11 de Abril

  • Abertura de exposição no SESI
A exposição coletiva ‘Olhares de Maria – Anunciação – Via-Crúcis – Ascensão’ será aberta nesta segunda-feira, 11, 19h, na galeria do Centro Cultural Sesi, na Pajuçara. A mostra tem curadoria do artista Achiles Escobar e tem trabalhos dos fotógrafos Nímia Braga, Deny Menezes, Kelly Baêta, Miguel Fernandes e Sandra Aguiar. Em cartaz até o dia 22 de março. Visitação de terça a domingo, das 10h às 22h.

Terça-feira  . 12 de Abril

  • Venda de ingressos para Roberta Sá
A produção local do projeto MPB Petrobras confirmou para terça-feira, 12, na bilheteria do Teatro Gustavo Leite (Jaraguá), o início da venda dos ingressos para apresentação da cantora Roberta Sá e o Trio Madeira Brasil. O show ‘Quando o canto é reza’ está marcado para a próxima sexta-feira, 15, às 20h. Preços: R$ 20 e R$ 10 (estudantes e idosos). Show de Abertura: Igbonan Rocha. Algo Mais Consultoria e Assessoria – (82) 3034.5830. Danielle Cândido – (82) 3358.9120 / 9991-4556

Quarta-feira  .
13 de Abril


  • Sesc Cultura e Movimento

Projeto Sesc Cultura e Movimento. Reunião de convivência da 3ª idade. Apresentação do espetáculo teatral “Graças” – Cia. do Chapéu. Local: Auditório Maron Emile Abi-Abib, no Sesc Poço (Rua Pedro Paulino, 40, Poço). Horário: 15h. Entrada franca. Mais informações: 0800 284 2440

  • Chá de Cinema
Nesta quarta-feira (13), Chá de Cinema: Com recital de piano, a abertura está marcada para as 15h. Exibição de Enfim Viúva, da diretora francesa Isabelle Mergault, 15h30. Cine Sesi. Centro Cultural Sesi. Av. Dr. Antônio Gouveia, 1113, Pajuçara. No dia 13 de abril, a partir das 15h. Ingressos: R$ 12, à venda a partir das 16h de terça. Mais informações: 3235-5191.

  • Abril Indígena no Museu Théo Brandão

 

O Museu Théo Brandão preparou uma programação especial para homenagear os povos indígenas. O Projeto Abril Indígena tem início nesta quarta-feira, 13, com eventos variados, que inclui apresentações culturais, lançamento de livros e cds, exposição, mesarredonda e festival de fotografias e filmes etnográficos. A abertura do evento acontece às 18h, com uma homenagem ao pajé Miguel Celestino, lançamento do filme “Visadas do pajé Miguel Celestino”, de Celso Brandão, exposição homônima de fotografias e peças etnográficas e apresentação cultural dos Xucuru-Kariri.

Quinta-feira  . 14 de Abril

  • Abril Indígena no Museu Théo Brandão

Nesta quinta-feira, 14, começa a Mostra de Filmes Etnográficos, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Já às 18h, acontece a mesarredonda Dimensões das Culturas indígenas em Alagoas, com os palestrantes Evaldo Mendes – ICS / Ufal (“Grupos Indígenas em Alagoas: apontamentos de pesquisa”), Siloé Amorim/ UFPB (“Índios do Alto Sertão de Alagoas”) e Fábia Pereira da Silva (Fulni-ô) FALE/Ufal (“A pesquisa lingüística sobre a língua Yaathe /Fulni-ô”).

  • Show com Jan Claudio no Linda Mascarenhas

PROJETO PALCO ABERTO – 6ª EDIÇÃO. Dia: 14 de abril. Local: Espaço Cultural Linda Mascarenhas. Programação: A partir das 18:00h – Estrutura de Bar e Exposições. Às 20:30h – Show com Jan Claudio. Ingressos: R$ 10,00.  ½ entrada (estudantes e melhor idade) e aquisição antecipada: R$ 5,00. ATENÇÃO – No evento, só serão vendidos  ingressos com preços promocionais (R$ 5,00) até as 19:30h.Vendas de Ingressos Antecipados: Banca Centenário e Revistaria Porto Seguro (Praça Centenário). Informações: 8833 8420 – 9936 2133www.projetopalcoaberto.com.br – www.boibumbarte.blogspot.com

  • Cine Sesc 19h

 

Filme: Nome Próprio (130 min, Brasil). Direção: Murilo Salles.  Classificação: 18 anos. Local: Teatro Sesc Jofre Soares, Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro). Horário: 19h. Entrada gratuita. Mais informações: 0800 284 2440 e 3326-3133

 

  • Filme de Quinta no Barroco: Diário de Naná

Nesta quinta será exibido o documentário: Diário de Naná abordando a música e a cultura no Recôncavo Baiano sob a ótica do percussionista Naná Vasconcelos, que encontra pessoas que usam o ruído para criar música e pesquisa na música local ligada à religiosidade. Filme de Quinta é mais uma opção de exibição de filmes em Maceió. Sempre as quintas-feiras, às 20h no bairro do Jaraguá, acontecerá o projeto Filme de quinta no Barroco Comedoria. Esta iniciativa é uma realização de Arnaud & Ernani Produção Cultural, do Barracão Cine Clube, Cine Olho Vivo e Barroco Comedoria. Ficha Técnica: Diário de Naná, de Pascoal Samora, 2006, Documentário, 60min. Entrada Franca e Pipoca Grátis! Mais informações:  3327-7316 / 8878 1465 / 9926 0573

 

Sexta-feira  . 15 de Abril

 

  • Abril Indígena no Museu Théo Brandão

 

A programação termina na sexta-feira, dia 15, com a continuação da Mostra de Filmes Etnográficos, das 9h às 12h e das 14h às 17h, além da presença dos Kariri Xocó, às 16h, da premiação dos filmes e fotografias da mostra e de lançamento de livros e do CD “Rojão Kariri-Xocó”, a partir das 18h. A entrada é franca. O professor do Instituto de Ciências Sociais, Evaldo Mendes da Silva, lança nesta sexta-feira, 15, às 18h, o livro “Folhas ao Vento: A Micromobilidade de Grupos Mbya e Nhandéva na Tríplice Fronteira”, no Museu Théo Brandão.


  • Lançamento dos Curtas alagoanos premiados em edital


Na próxima sexta-feira (15), o público poderá conhecer o olhar de cinco novos realizadores alagoanos. A data marca um momento histórico para o audiovisual no estado, com o lançamento das cinco obras inéditas, algo que não acontecia desde o cancelamento do Festival do Cinema Brasileiro de Penedo, no início da década de 80. Os filmes foram contemplados no primeiro Prêmio de Incentivo à Produção Audiovisual em Alagoas, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, e receberam R$ 15 mil para suas produções. Em duas sessões, às 19h e 21h, serão exibidos os documentários O Matuto Zé Cará, de Tato Sales e Manuelle Gouveia, Aquarela, de Lúcia Maria de Fátima Rocha, e Guerreiros de Jorge, de Marco Aurélio de Oliveira, além dos curtas de ficção Do Amor e Outros Crimes, de Pablo Casado e Anderson Barbosa, e KM 58, de Rafhael Barbosa. O quê: Lançamento dos curta-metragens contemplados no primeiro Prêmio de Incentivo à Produção Audiovisual em Alagoas. Onde e quando: Na sexta-feira (15/04), com sessão às 19h e reprise às 21h, no Cine Sesi Pajuçara. A sessão é gratuita. Para retirar seu convite entre em contato com a Secult pelos telefones 3315-7868 e 8833-4078

  • Happy Hour no SESC

 

Happy Hour com Orquestra Golden Time. Local: Sesc Poço (Rua Pedro Paulino, 40, Poço). Horário: a partir das 19h30. Ingressos: de R$ 6 a R$15. Mais informações: 0800 284 2440

  • Devassas – O que as Mulheres Gostariam que Fizessem com Elas na Cama
Em sua segunda temporada de Devassas – o que as mulheres gostariam que fizessem com elas na cama, permanecerá em cartaz durante as sextas e sábados no Teatro do Centro Cultural SESI, no bairro da Pajuçara, sempre às 20 horas, até o dia 28 de maio. Teatro do Centro Cultural Sesi. Av. Dr. Antônio Gouveia, 1113, Pajuçara.  Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Classificação: 16 anos. Mais informações: 3235-5191. Ingressos à venda no Stand Sue Chamusca no Maceió Shopping ou na bilheteria do Centro Cultural Sesi. www.euumadevassa.blogspot.com


__________________________________________________________________

 

 

Fontes: SESC, Gazeta de Alagoas, UFAL, Coisas de Maceió, Alagoas 24horas, Tudonahora, Jabbajokers e assessorias de comunicação.

 

Caso não queira receber o boletim entremeios, por favor nos responda informando.


 

Etiquetado , , , , , ,

CONFERÊNCIA DE TEATRO – 14 a 17 de abril

I LIVRE CONFERÊNCIA DE TEATRO

http://conferenciadeteatroal.blogspot.com/


Há três anos os Grupos de Teatro de Alagoas se reúnem em um dia de dezembro para fazer o Chá da Tarde, ação proposta pela Cia do Chapéu e que a cada ano ganha mais parceiros e apoiadores, constituindo um momento de balanço anual da produção cênica alagoana. Comparado as edições anteriores, o último Chá obteve o maior número de participantes, onde debatemos assuntos pertinentes a qualquer um que busca desenvolver atividades culturais em nosso Estado.

Assim um dia ficou pouco para se falar tantos assuntos e estabelecer continuidade as questões levantadas. De dezembro do ano passado até agora foram realizadas reuniões sistemáticas entre os grupos, no intuito de mobilizar a classe e ter mais representação da categoria junto ao Ministério da Cultural, Secretaria de Estado da Cultura e prefeituras.

Nesse percurso a Livre Conferência de Teatro foi se definindo, com temas ligados a órgão públicos e também visando a união de forças para quem sabe num futuro próximo constituir uma Cooperativa de Teatro em Alagoas, estrutura já utilizada em outros Estados.

O objetivo é criar laços e mobilizar a classe artística alagoana, sendo um espaço de diálogos entre os que desenvolvem ações culturais, para que possamos pensar e agir principalmente sobre os aspectos de Desenvolvimento e Sustentabilidade do Teatro de Grupo em Alagoas, tema principal da I Livre Conferência de Teatro.

No dia 27 de março de 2010 (Dia Mundial de Teatro) foi realizado o ato IML – Isolamento Maceió Limitada, para tornar público a nossa opinião sobre as atuais políticas públicas de fomento a cultura. Contamos com o apoio dos artistas de audiovisual, que se tornaram nossos parceiros por compartilharem da mesma opinião e já confirmaram presença na conferência.

Segundo o Ministério da Cultura as Conferências Livres foram criadas para ampliar a participação dos diversos agentes culturais na Conferência Nacional de Cultura, um importante espaço de mobilização de grupos, entidades e participantes para as Conferências Estaduais, bem como de continuidade, aprofundamento e ampliação de suas discussões.

Todos são bem vindos para estabelecerem diálogos, os Órgãos Públicos já foram convidados, o Sindicato dos Artistas e Instituições Culturais. De 14 a 17 de abril, no Espaço Cultural da Ufal contamos com a participação do maior número possível de artistas.

Toda programação é gratuita, confira:


Quarta (14/04): 18h00 – Credenciamento

19h30 – Abertura
20h00 – Programação Cultural: Espetaculo Women´S – Grupo  (E)xperiência/Subterranea(SC)

Quinta (15/04): 14h00 – Demonstração de trabalho técnico “Corpo, risco e interpretação por estados” com o Grupo (E)xperiência/Subterranea (SC)
17h00 – Palestra “Teatro de grupo e processos criativos” com André Carreira (SC)
18h00 – Intervalo

18h30 – Painel: “II Conferência Nacional de Cultura/2010” com Udson Pinheiro (LATO) e Rogério Dias (Quintal cultural).
20h00 – Programação Cultural: Espetaculo Women´S – Grupo (E)xperiência/Subterranea(SC)

Sexta (16/04): 14h00 – Mesa Redonda: “Nossas Identidades” com Elizandra Lucca (REKA Cia de Teatro) e Ronaldo de Andrade (ATA)
Moderação: Mary Vaz
15h30 – Mesa Redonda: “Políticas Públicas para Teatro” com representantes das esferas: Estadual e Municipal; Robertson Costa (Cia. da Meia Noite) – Moderação Charlene Saad
17h30 – Intervalo
18h00 – Programação Cultural: Grupo BundaCanastra
19h00 – Mesa Redonda: “SATED/AL” com José Vieira (Presidente do Sindicato) e Elida Miranda (CUT-AL) – Moderação: David Farias
20h00 – Mesa Redonda: “Espaços de apresentações e ensaios” com representantes da Secult/AL, da FMAC, do SESC/AL, do SESI/AL e da UFAL.
Moderação: Jonathan Albuquerque

Sábado (17/04):
09h00 – Open Space (Discussão de temáticas diversas).
11h00 – “Proposta de Festival Local dos Grupos envolvidos na Conferência”

Moderação: Tácia Albuquerque

12h30 – Intervalo para almoço14h00 – Plenária Final – Moderação: Lais Lira

WOMEN’S

Espetáculo Teatral do Grupo (E)xperiência Subterrânea – SC

Texto: Daniel Veronose – Tradução e direção: André Carreira

Elenco: Ana Luiza Fortes e Lara Matos

Cruzando por áreas de humor uma faxineira que trabalha em um necrotério dialoga com seus fantasmas pessoais enquanto realiza sua tarefa cotidiana. Exaltada por vozes que escuta começa a conversar com um cadáver que espera autópsia, até que manipula este corpo dando vida aos diferentes personagens de sua vida recente. Adair, a faxineira constrói uma relação de violência com o corpo que por momentos representa sua irmã. Assim, o espetáculo transita pelo cômico e pelo dramático. Abordando o tema da morte e dos afetos a partir da exploração do risco físico que é experimentado na cena.

A encenação está construída a partir de um processo de pesquisa na experimentação das técnicas do ator. Os atores que estão em cena desenvolvem um trabalho voltado para o jogo corporal. E o cenário reproduz, com realismo, uma sala de um necrotério.

Women’s é uma remontagem do texto Women’s white long sleeve sport shirts do argentino Daniel Veronese sob direção de André Carreira. O título em inglês se refere ao fato de que a personagem principal diz encontrar na porta de sua casa caixas de roupas importadas com este rótulo em inglês.

Este espetáculo foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz de 2009 e recebeu prêmios também nos dois festivais em que foi apresentado: Festival Nacional de Blumenau (Prêmio Melhor espetáculo, Melhor direção, Melhor atriz) e no Festival Nacional Isnard Azevedo (Melhor atriz e Melhor iluminação).

O Grupo (E)xperiência Subterrânea tem concentrado seu trabalhando no estudo dos elementos de risco físico na cena teatral e na construção de procedimentos expressivos/criativos do ator. Os espetáculos têm o foco no risco e as fronteiras da interpretação, por diversas vezes este tipo de trabalho implica na realização de espetáculos de ruptura com as regras fixas do espaço à italiana. Com essa orientação, o grupo vem se constituindo como uma referência de pesquisa de linguagem no contexto catarinense.

Em Alagoas farão duas apresentações dentro da I Livre Conferência de Teatro. Na programação participam também com a demonstração de trabalho técnico Corpo, risco e interpretação por estados e a palestra Teatro de grupo e processos criativos.

Produção Local:  Cia do Chapéu

82-8844.1340 (Pablo), 8818.9736 (Fabrício)

Etiquetado , , , , , , , , , ,

Manifesto por Incentivo à Cultura em Alagoas

MANIFESTO POR INCENTIVO À CULTURA EM ALAGOAS
ALAGOAS: TERRA SEM LEI
Único estado do Nordeste que não possui nenhuma lei ou mecanismos de incentivo à cultura.
A EXPRESSÃO AUDIOVISUAL ALAGOANA É UMA MANIFESTAÇÃO DE NOSSAS IDENTIDADES. É espaço de reflexão do nosso passado para entender o presente e imaginar-projetar futuros.
A despeito de todas as dificuldades, nossa produção tem avançado nos últimos anos. Porém, esse avanço deve-se muito ao esforço pessoal de cineastas na tentativa de produzir filmes sem recursos e até mesmo formação técnica necessária para os profissionais do cinema.
Alagoas é o único estado do Nordeste brasileiro que não possui lei ou mecanismos de incentivo à cultura em nenhuma das suas expressões artísticas e esferas governamentais. Na mesma situação está Maceió em relação às demais capitais da região, que através de editais e fundos de cultura municipais e estaduais deram grande impulso e projeção nacional e internacional à produção audiovisual de estados como Pernambuco, Ceará e Paraíba. Nossos vizinhos, os Pernambucanos, produzem mais de 10 longas-metragens e 20 curtas por ano através de editais de fomento do governo estadual.
Temos que evoluir da política de balcão e pires na mão para a construção de uma real política pública que garanta de forma justa os recursos financeiros suficientes para a produção de cultura com esmero técnico e qualidade. Os cineastas de Alagoas querem fazer cinema sem terem que sair de sua terra pela falta de cursos de formação e recursos para concretizar sua capacidade criativa.
Os prêmios conquistados, os editais nacionais ganhos e a boa acolhida de produções alagoanas em outras partes do Brasil deixam claro que o que nos falta não é talento. Falta mesmo é fomento, apoio e incentivo para que a produção cultural de Alagoas cresça em quantidade e qualidade. Temos quase tudo para chegar lá, mas dependemos da consciência dos governantes, gestores e legisladores da importância do audiovisual e demais expressões artísticas para a construção e afirmação da cultura e identidade alagoana no cenário nacional.
O Cineclube Ideário convida a sociedade civil e artistas alagoanos e brasileiros de todos os segmentos artísticos para unirem forças na Campanha por um mecanismo de Incentivo à Cultura no Estado de Alagoas.
Se não recebeu esse manifesto por email deixe um comentário que enviamos a lista de assinaturas para você adicionar a sua.
Etiquetado , , , , , , , , , , , ,